Arquivo da categoria: GMO

angelinareptiliandemonjolie

Angelina Jolie acusada de fazer campanha a favor de patente do genoma humano

O anúncio de Angelina Jolie se submeter a uma dupla mastectomia(remoção cirúrgica de ambos os seios), mesmo que ela não tenha câncer de mama  não é algo inocente, espontâneo, nem ”uma escolha heróica“, como foi retratado na mídia mainstream. 

NaturalNews  percebeu que tudo coincide com uma bem-cronometrada  campanha corporativa com fins lucrativos que foi sendo planejado durante meses e só aconteceu de modo a coincidir com a próxima tomada de decisão da Suprema Corte Federal dos EUA sobre a viabilidade da patente sobre o gene BRCA1…

Angelina Jolie é parte de um esquema empresarial inteligente ( e DIABÓLICO) para proteger e gerar bilhões de dólares em patentes de genes BRCA1, e para influenciar a decisão do Supremo Tribunal dos EUA (uma opinião)

Tradução, edição e imagens: Thoth3126@gmail.com

Fonte: http://www.naturalnews.com

por Mike Adams , um Ranger da Saúde – Editor NaturalNews.com

Quinta-feira, 16 de maio, 2013

… Esta é a investigação que a grande mídia mainstream se recusa a fazer e focar. Aqui, vamos explicar os laços financeiros corporativos, de investidores, fusões de companhias, registro de patentes de genes humanos, processos, uma medicina traficante do medo levado ao extremo, e os trilhões de dólares que estão em jogo aqui. Se você levantar a cortina e der uma olhada de verdade, você encontra muito mais do que uma mulher inocente no exercício de uma “escolha”. O caso é sobre proteger trilhões de lucros através da implantação de cuidadosa e trabalhada campanha de relações públicas destinada a manipular a opinião pública das mulheres ocidentais.

Os sinais estão todos lá, desde o início do esquema: o artigo muito polido e educado, e obviamente uma peça corporativa escrita para Angelina Jolie (afinal de contas ela é uma atriz) publicada no New York Times (um ícone da imprensa mainstream controlada), os pontos de discussão cuidadosamente trabalhados invocando “uma escolha” como palavra-chave politicamente (uso do “livre arbítrio”) carregada, e até mesmo a óbvia declaração de seu marido Brad Pitt (outro influente ator), que cuidadosamente descreve a experiência inteira da esposa usando palavras chaves como “mais forte” e “orgulho” e ” família”.

Mas a arma fumegante é o fato de que o anúncio aparentemente espontâneo de Angelina Jolie magicamente apareceu na capa da revista People Magazine esta semana – uma revista que geralmente é finalizada para publicação três semanas antes de aparecer nas bancas (a impressão de qualquer revista demanda imensa logística e tempo). Essa capa, não surpreendentemente, usa a mesma linguagem encontrada na peça publicada pelo NYT: “Sua BRAVA escolha” e “Essa foi a coisa certa a fazer”. A linguagem florida,  pró-escolha não é uma coincidência. E o que isto prova é que o anúncio de Angelina Jolie foi uma campanha de relações públicas corporativas muito bem planejada com mensagens cuidadosamente concebidas e trabalhadas  para influenciar a opinião pública (feminina). Mas o que poderia Angelina Jolie realmente estar tentando influenciar e beneficiar? … Que tal trilhões de dólares em lucros das grandes corporações?

Supremo Tribunal Federal dos EUA esta próximo da decisão sobre a viabilidade da patente para o gene BRCA1

O anúncio de Angelina Jolie e toda a sua linguagem cuidadosamente bem trabalhadaTEVE quatro impactos imediatos notáveis:

  • 1) Esta causando às mulheres em toda parte a ter pavor de câncer de mama por meio da publicação de estatísticas falsas que levaram medo aos corações de qualquer pessoa com seios. (Veja abaixo a explicação.)
  • 2) Causou que muitas mulheres saíssem correndo para buscar procedimentos de testes para o gene BRCA1. Esses testes acontece que estão para serempatenteados por uma corporação COM fins (MUITO) lucrativos chamada “Myriad Genetics”. Devido a essa patente, os tais testes BRCA1 pode custar entre US $ 3.000 – $ 4.000 (entre $ 6 mil a $ 8 mil reais) cada um. O custo para se fazer o teste por si só já é um mercado gerador de multi-bilhões de dólares, mas somente se a patente for mantida em uma próxima decisão do Supremo Tribunal dos EUA (ver abaixo).
  • 3) O anúncio de Jolie fez com que o preço das ações da Myriad Genetics (MYGN) subisse rapidamente a um índice elevado de 52 semanas. ”As ações da Myriad fechou em alta de 3% terça-feira, após a publicação “da peça” do New York Times, escreveu o Marketwatch.com .
  • 4) levou a opinião pública para influenciar a próxima decisão da Suprema Corte dos EUA para decidir em favor da propriedade das grandes corporações dos genes humanos (ver mais abaixo). Mulheres de todo o mundo estão sendo enganadas (a grande maioria inconscientes dos interesses paralelos) em apoiar Angelina Jolie , sem ter ideia de que o que ela realmente esta fazendo é vendendo as mulheres para a LUCRATIVA indústria do câncer. Mas para compreender o que está acontecendo, você tem que cavar ainda mais fundo …

As ações da Myriad Genetics sobem como um foguete graças a Jolie, e o plano de saúde de Obama, o Obamacare vai canalizar bilhões em seu caminho

A empresa Myriad Genetics (MYGN) de Salt Lake City, detém a patente sobre o teste que determinou que a atriz poderia ter uma chance de 87% de desenvolver câncer de mama, bem como possuir os próprios genes”, escreveu MarketWatch.com.

E isso é só o começo. Se a Suprema Corte dos EUA puder ser influenciada para defender a propriedade da patente genética da Myriad, isso poderia significar uma indústria de trilhões de dólares em apenas poucos anos seguintes à decisão. Ainda mais, a Myriad Genetics esta declaradamente “madura para fusões”, segundo a imprensa financeira, porque faz parte da indústria super-quente do genoma humano.

A “maior fabricante mundial de testes de DNA e ferramentas de análise, a empresa Life Technologies Corp, esta previsto para ser adquirida pela Thermo Fisher Scientific por um preço recorde de $ 13,6 bilhões de dólares “, escreve MarketWatch.com . ”A corrida que começou em alta velocidade há mais de 26 anos, agora está esquentando, com os (des)governos estrangeiros e empresas estrangeiras se juntando aos EUA no financiamento da missão de mapear todos os genomas humanos. E mesmo que a recente onda de fusões e aquisições no espaço genômico tenham estimulado os retornos, os investidores ainda têm a oportunidade de lucrar muito com esta indústria multibilionária”.

Quanto mais alto os preços das ações da Myriad atingir, mais rentável é o lucro que uma fusão proporcionará aos seus atuais proprietários. Então, usar a atriz Angelina Jolie como um dublê só passou a gerar milhões de dólares em valor para as pessoas que pretendem ter o monopólio de patentes sobre os genes de câncer de mama que residem nos corpos das mulheres. Coincidência? Dificilmente.

Mandatos do Obamacare para os contribuintes pagarem para fazer os testes do gene BRCA:

Mas aqui está mais um fato, ainda mais escandaloso sobre tudo isso: Você sabe como Obama gosta de falar do “livre mercado”, mas na verdade se envolve em conexões chamadas de  ”capitalismo entre compadres” com a distribuição de dinheiro para todos os seus amigos corporativos, desde Wall Street para os seus generosos doadores da campanha presidencial? Parte do pacote do Obamacare (programa de assistência médica federal) – o “Affordable Care Act” – determina que os contribuintes paguem para fazer testes genéticos BRCA1

A empresa Myriad Genetics, em outras palavras, está para receber uma colheita  em larga escala dos lucros de recursos gastos pelo governo cujo medo que esta sendo forçado sobre a (in)consciência dos veículos de comunicação mainstream dominantes através de uma campanha de “terror médico” liderada por Angelina Jolie e pelo New York Times. Você está começando a ver como tudo isso se encaixa?

Isso tudo é uma grande campanha de traição corporativa e do governo coordenada contra as mulheres, e está tudo sendo escondido sob o manto  ”do poder das mulheres” e usando a linguagem de “livre escolha” para manipular mais facilmente as próprias mulheres através de mais medo. Angelina Jolie, lembrem-se, é uma porta-voz  chave para as Nações Unidas, uma organização já pega envolvida em escravidão sexual infantil e mesmo tráfico de drogas. Embora Jolie, obviamente, não se envolva nesse tipo de comportamento, seu trabalho é influenciar secretamente as mulheres americanas (e alhures mundo a fora) em apoio a uma campanha de lucro das grandes empresas, cuidadosamente planejado, traçado e executado que transforma o corpo das mulheres em meros objetos para lucros fantásticos para as grandes corporações.

Aqui está o porquê da futura decisão do Supremo Tribunal Federal dos EUA colocar trilhões de dólares em jogo …

Os Detalhes sobre a próxima decisão do Supremo Tribunal

A ACLU (American Civil Liberties Union- União norte americana para liberdades civis) e o Public Patent Foundation entrou com uma ação em 2009, questionando a propriedade corporativa (de grandes empresas) sobre os genes humanos. Quem acredita nos direitos das mulheres, direitos humanos, direitos civis, ou mesmo o direito de comer alimentos não-transgênicos deve imediatamente concordar que as corporações não devem ser capazes de patentear genes humanos para, em seguida, usar essas patentes para produzir um produto e assim arrecadar bilhões de dólares em lucros, enquanto sufocam a investigação científica sobre esses mesmos genes.

Uma pergunta para todas as mulheres que estão lendo este artigo: Você acredita que uma corporação em Utah seja dono do seu corpo? Se não, você deve se opor a propriedade corporativa dos genes humanos. Isso também significa que você deve se opor a campanha de relações públicas da Angelina Jolie, porque embora ela esteja executando uma brilhante (e diabólica) campanha de relações públicas, nos bastidores as suas ações estão alimentando potencialmente trilhões de dólares de lucros diretamente na LUCRATIVA indústria de patenteamento de genes humanos que nega a propriedade aos seres humanos sobre o seu próprio código genético.

A ACLU explica os fundamentos de sua ação judicial contra a Myriad Genetics como pode ser vista neste link e como segue:

“Em 12 de maio de 2009, a ACLU e a Public Patent Foundation (Fundação de Patentes Públicas-PUBPAT) entrou com uma ação alegando que as patentes sobre dois genes humanos associados com câncer de mama e ovário, o BRCA1 e o gene BRCA2, são inconstitucionais e inválidas. Em 30 de novembro de 2012, a Suprema Corte concordou em ouvir argumentos sobre a patenteabilidade de genes humanos. A ACLU argumentou o caso perante a Suprema Corte dos EUA em 15 de abril de 2013. Esperamos que saia uma decisão neste verão (Junho a setembro no hemisfério norte) . Em nome de pesquisadores, conselheiros genéticos, mulheres pacientes, sobreviventes de câncer, portadoras de câncer de mama e de grupos de saúde da mulher e associações científicas representando 150.000 geneticistas , patologistas, e os profissionais de laboratório, temos argumentado que os genes humanos não podem ser patenteados porque são produtos clássicos da natureza. O processo acusa que as patentes de genes violam a Primeira Emenda e sufocam os testes de diagnóstico e de pesquisa que poderiam levar à cura da doença e que limitam as opções das mulheres sobre seus cuidados médicos”.

Entenderam o caso? Se a Suprema Corte decidir contra os interesses da Myriad Genetics, essa decisão irá causar o colapso, praticamente durante uma noite, na indústria multibilionária de testes genéticos de câncer de mama. Isso significa uma perda enorme não apenas para os proprietários da Myriad, mas também para as muitas outras empresas de genes humanos que querem explorar o corpo humano – incluindo os corpos de mulheres – para os seus lucros monopolistas. (Todas as patentes são monopólios concedidos pelo governo.) Em última análise, trilhões de dólares em patentes de genes corporativos estão em jogo aqui .

Patentear genes humanos é um negócio enorme

Hoje, cerca de 20 por cento dos seus genes humanos já estão patenteados por empresas e universidades. Como a ACLU, explica: “A empresa proprietária titular da patente genética tem o direito de impedir que alguém a estude, faça testes ou mesmo simplesmente olhe para o “seu” gene. Como resultado, a pesquisa científica e os testes genéticos ficam impedidos e tem sido adiada, limitada ou mesmo se desiste devido a preocupações com as patentes sobre os genes”.

Isso significa que, quando as corporações possuírem patentes sobre os genes humanos, elas sufocarão a pesquisa científica, enquanto a concessão do monopólio garante a corporação proprietária a “propriedade intelectual” dessa corporação do gene codificado sobre o seu próprio DNA, caro leitor! (O quão diabólico e criminoso isso poder ser? Você decide …) O que isto significa é que, se o STF decidir contra a Myriad, seria um precedente que desmontaria a indústria e exploração comercial do genoma humano, afetando trilhões de dólares em lucros futuros.

Este “detalhe”, creio eu, é a verdadeira razão por trás do anúncio de Angelina Jolie. Parece projetado para invocar reações emocionais das mulheres e criar uma onda de apoio para propriedade dos genes humanos por empresas, entregando, assim, a essas empresas um precedente o Supremo Tribunal irá lhes garantir trilhões em lucros futuros. É um golpe de relações públicas COM fins lucrativos que tenta enganar as mulheres em apoio a um sistema corporativo de patentes e os monopólios que corporações reivindicam, agora, pelas próprias partes dos corpos de todas as mulheres que estão vivas hoje.

“Enquanto a maioria dos meios de comunicação não faz nenhum comentário ou dá alguma pista sobre as questões de patentes em jogo aqui, o Detroit Free Press tomou conhecimento do assundo, dizendo: . “A decisão de uma atriz de Hollywood para fazer o teste de mutação do gene que leva ao câncer de mama, passando por uma mastectomia dupla e, em seguida, se escrever sobre isso esta chamando a atenção para um caso pendente no Supremo Tribunal. Os juízes tem apenas algumas semanas para decidir se a patente requerida pela empresa ‘Myriad Genetics nos dois genes que podem identificar um risco aumentado de câncer de mama e de ovário é legal. Os críticos da aprovação do pedido alegam que o monopólio da empresa Myriad vai colocá-los como a única fonte fornecedora dos testes com custo unitário de cerca de US$ 4 mil dólares para determinar o risco de cada mulher desenvolver a doença”.

Enganando com dados estatísticos: 87% exagerou o risco de Jolie

Há mais nesta história do que apenas as patentes sobre genes BRCA1 e BRCA2. Angelina Jolie também está usando descaradamente estatísticas enganosas para aterrorizar as mulheres a pensar que seus seios podem matá-las(n.t. é muito mais provável que a ignorância generalizada, que expõe às mulheres a “doença do MEDO”, continue matando mais do que qualquer “outra” doença) .

Na peça teatral publicada no NYT, estrelada por Angelina Jolie, ela diz que seu médico lhe disse que ela teria um “risco de 87%  de desenvolver câncer de mama. Mas o que ela (a notícia do NYT) não diz é que esse número não se aplica a toda a população: é, na verdade, os dados antigos provenientes quase exclusivamente de famílias que foram documentados anteriormente e que tinham elevados riscos de câncer de mama, para começar.

Um estudo publicado no site do Instituto Nacional de Pesquisa do Genoma Humano e realizado por cientistas do National Institutes of Health (Instituto Nacional de Saúde) revela que os riscos de câncer de mama associados com os genes BRCA1 são significativamente mais baixos do que o que está sendo alardeado por Jolie, seu médico e os “principais meios de comunicação”.

Na verdade, em uma grande sala com 600 mulheres, apenas uma terá provavelmente uma mutação genética pelo gene BRCA em seu código genético. A incidência real é de 0,125-0,25 de cada grupo de 100 mulheres, ou 1 em 400 a 1 mulher em 800. Eu usei 600 como a média entre 400 e 800.

E de que 1 em cada grupo de 600 mulheres que tem a mutação, o risco de câncer de mama é de apenas 56 por cento e não 87% por cento como alegado por Jolie. Mas 13 por cento das mulheres sem a mutação BRCA tem câncer de mama de qualquer maneira, de acordo com esta pesquisa científica, de modo que o aumento do risco é de apenas 43 de cada 100 mulheres.

Então, o que nós realmente estamos falando aqui é de 1 em cada 600 mulheres que têm um mutação do gene BRCA, em seguida, menos de metade das pessoas terão câncer por causa disso. Em outras palavras, apenas cerca de 1 em cada 1.200 mulheres serão afetadas por isso.

Mas graças a pessoas como Jolie e os mercadores do medo e da morte, os principais meios de comunicação, as mulheres de todo o país foram aterrorizados em acreditarem que os seus seios podem matá-las e de que a melhor maneira de lidar com o problema é cortá-los FORA!

Isto, meus amigos, é a essência do medo do tipo traficantes do fim do mundo. Esse problema afeta menos de um décimo de um por cento das mulheres, mas está sendo exasperado em uma campanha de medo por todo o país que só acontece para alimentar os lucros para a indústria do diagnóstico e a indústria de tratamento de câncer de mama, com enormes fins lucrativos, para não mencionar o monopolista e cartelizado patenteamento dos genes humanos. Essa é a verdadeira história do que está acontecendo aqui. Não espere ler isto no New York Times (e nem assistir na TV Globo).

A Mídia corporativa (e controlada) se recusa a falar de prevenção real e opções de tratamento contra o câncer.

Como parte do medo do câncer de mama e o golpe dos traficantes de tratamento agora estar sendo executado em toda a mídia, quase todas as fontes de mídia estão proibindo qualquer menção à cura holística ou opções naturais para o tratamento ou prevenção do câncer de mama. Claro, a mídia fala sobre “opções”, mas todos aquelas que são as opções que só visam a levar a paciente de volta para a indústria do câncer com fins lucrativos.

Como exemplo, leia esta história pela ABC News, que faz parte da grande mídia e que desinforma as mulheres desavisadas e empurra a agenda corporativa da indústria do câncer:

“Se você fizer teste positivo para o gene BRCA, você tem opções, e você não precisa necessariamente tomar o caminho que Angelina Jolie tomou. Algumas mulheres escolhem não fazer a cirurgia. Em vez disso, elas aumentam a vigilância do câncer com exames de imagem. Estes incluem mamografias regulares para detectar a presença do câncer de mama, e ultra-sonografias pélvicas regulares e exames de sangue para observar a presença do câncer de ovário”

Agora este artigo da ABC News não menciona  outros modos de se suprimir o gene BRCA1, por exemplo, comer vegetais crucíferos crus que contenham Indole- 3-carbinol (I3C) , um potente nutriente anti-câncer que interrompe o desenvolvimento do câncer de mama em andamento. Em nenhum lugar a ABC News menciona que a vitamina D, previne de 4 a 5 tipos de câncer de todos os tipos, incluindo câncer de mama.

 (n.t. – Para a reptiliana Angelina Jolie, não existe tratamente que possa esconder a sua condição de um ser alienígena reptiliano que manipula a consciência humana. Quando a sua real forma se materializar será impossível remover suas placas ósseas de reptiliana que já começaram a se manifestar. Saiba mais em http://thoth3126.com.br/reptilianos)

Não mesmo, pois as “opções” de tratamento que estão sendo empurradas pela grande mídia não são nada mais do que a mamografia, a cirurgia, a radioterapia e a quimioterapia – todos de propriedade e geridos pela indústria do câncer COM ENORME fins lucrativos que se alimenta de mulheres e explora seus corpos para o lucro.

Também não existe nenhuma discussão sobre a farsa total das “fitas cor de rosa” da indústria da cura do câncer, que é focada principalmente em dar às mulheres a doença do câncer através de mamografias  ”de graça”. Como qualquer cientista ou físico já sabe, as mamografias CAUSAM câncer porque eles emitem radiação ionizante diretamente no peito e nos tecidos cardíacos. Ao fazer um determinado número suficiente de mamografias, mais cedo ou mais tarde eles vão detectar o câncer de mama na mulher, porque eles próprios causaram a doença!

Até o momento, 1,3 milhões de mulheres já foram prejudicadas pela mamografia.

Muito obrigado, Angelina Jolie, por manter o véu (n.t. da ignorância e do medo)puxado sobre os olhos das mulheres em todos os lugares, enquanto a venda para gerar lucrativos ganhos, e os monopolistas interesses corporativos que incessantemente procuram explorar as mulheres para o seu lucro, continuam.

Crédito da foto de Jolie:  capa de revista PEOPLE, utilizada sob Fair Use paracomentários do público e educação.

Quem quiser ver o video que censurado pelo YouTube, está em inglês:

 

Fonte: http://thoth3126.com.br/angelina-jolie-e-parte-de-um-esquema-de-controle-muito-sutil-e-inteligente/

ratos-cancer-alimento-transgenico

Milho transgênico causa câncer em ratos e reacende debate – Nutricídio

Imagens de ratinhos com tumores imensos inundaram a Europa no fim de setembro. Os animais comeram por dois anos uma espécie de milho transgênico por pesquisadores da Universidade de Caen, na França. Primeiro estudo de longo prazo feito com a semente NK603 — uma das mais vendidas do mundo —, ele retomou com toda a força o debate sobre os riscos desse tipo de alimento.
Na pesquisa, os ratinhos foram separados em grupos que comiam só milho transgênico, milho normal com herbicida ou transgênico com herbicida. A mortalidade entre essas cobaias foi até 3 vezes maior, no caso das fêmeas, em comparação com os animais do grupo de controle — que comiam milho normal e nada de herbicida.

O estudo foi publicado no Food and Chemical Toxicology Review, importante publicação científica, e acompanhou os animais por 24 meses, enquanto os testes para aprovar transgênicos costumam exigir apenas 3 meses. “Os primeiros grandes tumores apareceram entre o quarto e o sétimo mês, ressaltando que o padrão atual de triagem não é adequado”, dizem os autores da pesquisa, no artigo.
Parte da comunidade científica e os fabricantes de transgênicos, é claro, questionaram as conclusões da pesquisa. Alegam, por exemplo, que ela não descreve detalhadamente a dieta normal dos ratos de controle e inclui poucos animais nesse grupo. Por isso, a Autoridade Europeia de Segurança dos Alimentos pediu mais dados aos pesquisadores para emitir uma posição definitiva.

“O relatório deixa várias questões em aberto”, diz Helaine Carrer, professora da Escola Superior de Agricultura da USP, lembrando que os transgênicos estão há quase duas décadas no mercado. “Mas as consequências que o estudo levanta são suficientemente graves e não podem ser ignoradas.”

Bê-á-bá dos transgênicos

O que é?

Organismo com trechos de DNA de outra espécie inseridos no seu genoma via engenharia genética.

Como é aqui?

O Brasil é o segundo maior produtor mundial, entre 32 países. Cultivamos soja, milho e algodão modificados. Cerca de 80% da soja já possui algum gene mutante. Produtos com transgênicos devem ter selo de identificação.

A favor:

• Cria espécies mais resistentes, o que reduz o uso de pesticidas e aumenta a produtividade.
• Cria variedades “aditivadas”, com nutrientes adicionais.

Contra:

• Estimula uso excessivo de herbicidas, já que foram criadas plantas resistentes a eles.
• Pouco se sabe sobre seu efeito a longo prazo, para a saúde e o ambiente.

por Juliana Elias
Fonte: http://revistagalileu.globo.com/Revista/Common/1,,EMI322531-17777,00.html

simbolo-alimento-transgenico

O que são alimentos transgênicos? Fazem mal? Como identifica-los?

Vá até a sua dispensa, verifique a existência do símbolo ao lado em algum de seus alimentos.

Você sabe o que ele significa?
Alimento Transgênico, não é isso?

Apesar de estarem tentando esconder isso de nós, o Ministério da Saúde sabiamente aprovou o Decreto nº 4680/03 e a Portaria nº 2.658/2003 que determinaram a obrigatoriedade da rotulagem de produtos com mais de 1% de transgênicos em sua composição.

Porém, apesar da obrigatoriedade, ninguém que eu conheça sabe o que significa este símbolo, ou seja, colaram uma figurinha nos produtos e não disseram o que ele significa. Claro lobby da Monsanto…

Alimentos Transgênicos são todos os alimentos geneticamente modificados.
De acordo com a FDA, esses produtos não podem ser destinguidos dos demais pelo fato de serem “iguais” ao alimentos não transgênicos, mas vários estudos demonstram contradições nos relatórios da FDA.

Há mais informações sobre Alimentos Transgênicos no site transgenicosnao.blogspot.com

Se fazem mal, bem, deêm uma olhada em como a Monsanto agiu durante seus anos dourados e veja que ela sempre escondeu a verdade sobre diversos de seus produtos.
Os documentários que mencionamos aqui tem bastante informações referentes.

Monsanto é a maior empresa de biotecnologia do mundo (na marra), líder mundial em alimentos transgênicos, com 90% do mercado. Fabricante das marcas Roundup (herbicída líder a 30 anos), soja para roundup (soja roundup ready), aspartame (edulcorante substitúto do açúcar nos produtos diet), hormônio do crescimento (proibido no Canadá e na Europa), dentre outros produtos altamente tóxicos como o Agente Laranja (desfolhante utilizado na guerra do Vietnã), e PCB (conhecida no Brasil como Ascarel), uma substância extremamente tóxica, que foi proibida em 1971 nos EUA e 1981 no Brasil.

O Grupo Monsanto atua no Brasil por meio das seguintes empresas:
Monsanto do Brasil Ltda., Agroeste Sementes S.A., Monsoy Ltda., Monsanto Nordeste Indústria e Comércio de Produtos Químicos Ltda., Alkagro do Brasil Ltda., Stoneville Brasil Ltda., Agroeste Participações Ltda., MDM Sementes Algodão Ltda., D&M Brasil Algodão Ltda., D&PL Brasil Ltda., Sementes Selecionadas Ad Ltda. e WestSeeds Participações Ltda.

O maior mito utilizado para legimitar o mercado dos transgênicos é que “o aumento de produção dos alimentos resolveria a fome”. Não precisa ser nenhum economista pra saber que o problema da fome e da miséria não é a escassez de alimentos, mas a má distribuição de riqueza produzida. Ainda mais em um novo modelo onde você terá de pagar royalties e taxas paras poucas transnacionais que monopolizam o mercado.

Pesquisando sobre o assunto, encontrei dois documentários de tirar o fôlego, que já fazem parte de nossa lista de doumentários.

Sweet Misery - Aspartame
O primeiro foi Sweet Misery, sobre o aspartame, o qual aparentemente é a causa do aumento de doenças raras.

O segundo é O Mundo segundo a Monsanto, que demonstra claramente que estamos sendo engolidos pelo corporativismo selvagem, que transforma o ser humano em mais um obstáculo que precisa ser transposto.

Aos estudantes de direito, recomendo assistir ambos documentários, além de A Corporação, que também toca no assunto.

Cuidado, o seu alimento pode estar lhe causando donças.

Saiba mais em: http://www.algosobre.com.br/biologia/alimentos-trangenicos.html

http://busca.uol.com.br/buscar.html?q=alimento+transgenico

http://transgenicosnao.blogspot.com/

Conheça a lista de produtos transgênicos elaborada pelo Greenpeace em http://www.greenpeace.org.br/transgenicos/pdf/guia_consumidor_4.pdf

Em tempo, como esses desgraçados são aliados no plano contra a população mundial, e pretendem sujar os gênes das espécies naturais, já criaram (não estes) um banco de dados vegetal com mais de 4milhões de sementes, o que chamamos alienadamente de Arca de Noé Vegetal, a qual será assunto por aqui mais futuramente.

Codex Alimentarius já começa a apresentar a sua força – Comissão de Segurança tem presidente fantoche

Monsanto criminosa
CTNBio tenta derrubar monitoramento de transgênicos
Retirado de www.abril.com.br/noticias/
por Lígia Formenti

Brasília – Diante da polêmica provocada, o presidente da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), Walter Colli, recuou e retirou de pauta a votação sua proposta de acabar com o monitoramento de eventuais efeitos nocivos de transgênicos à saúde animal e vegetal. Na reunião de hoje do colegiado, depois de mais de três horas de discussão, ele anunciou que faria uma revisão da sua proposta.

“Sabia que não teria aprovação. Mas queria chamar atenção para discussão. Coloquei o bode na sala”, justificou hoje, ao fim da reunião – a última em que ele atua como presidente da CTNBio. Seu mandato termina em fevereiro do próximo ano.

A Resolução 5, aprovada em março do ano passado, determina o monitoramento periódico dos efeitos de organismos geneticamente modificados liberados comercialmente. Com a justificativa de que o monitoramento de eventuais efeitos adversos seria impossível de ser realizado em humanos e vegetais, ele apresentou um texto retirando essa exigência. Permaneceria apenas a necessidade do monitoramento ambiental.

Ao defender esta semana a proposta, Colli usou entre os argumentos o descontentamento da indústria alimentícia, que dizia não ter mecanismos para realizar tal controle, e uma carta do Canadá, informando que a exigência brasileira não constava do Codex Alimentarius, um documento com regras internacionais para segurança de alimentos e com mecanismos para evitar barreiras não tarifárias.

“O texto da resolução é mal escrito. Ele dá margem para que pessoas mais radicais façam exigências de análise para produtores”, disse. Durante a reunião, foi lido um manifesto assinado por 46 organizações não-governamentais, criticando a proposta de mudança. Integrantes do conselho também argumentaram que o monitoramento não poderia ser confundido com pesquisa: representa apenas o acompanhamento de eventuais efeitos adversos, que deve ser realizado principalmente pelos sistemas de vigilância.

O integrante do Greenpeace Rafael Cruz, que acompanhou as discussões, comemorou a mudança, mas afirmou que há ainda risco de retrocesso. “Houve aqui entendimento de que monitoramento não pode ser descartado. Mesmo assim, é preciso ficar atento.”


“Descontentamento da indústria alimentícia”.
Idiotas.
Estes canalhas ficam tentando dar força aos seus atos através de nossas burocracias.
Malditos sejam.
Mostremos a eles NOSSO descontentamento.

Cartilha do Ziraldo e MAPA foi mesmo boicotada – Eles estão cada vez mais perto. Mas nós também

Você se lembra que anunciamos aqui o lançamento secreto da campanha secreta em prol do consumidor e dos alimentos orgânicos denominada “Cartilha o Olho do Consumidor“?

Então deve se lembrar que questionamos sobre o porque de a Cartilha não estar sendo distribuída ou não haver menção a ela em nenhum jornal de circulação nacional.

Pois saiba que interesses contrários ao público fizeram com que a Cartilha não fosse oficialmente lançada e está lutando para que ela seja abolida, antes mesmo que seja conhecida.

A elite interessada em propagar os alimentos transgênicos está em pé de guerra com todo aquele que tentar dizer que alimentos orgânicos são melhores que outros e a briga vai ser dura, a não ser que nos deixemos calar mais uma vez.


Veja você as atas das reuniões na página do Ministério da Agricultura (ATA 41 e ATA 42),procure pela palavra “orgânico” e veja em que momento ela é mencionada.

Observe que a Cartilha em prol dos direitos do consumidor e dos alimentos orgânicos, chamada de documento na ATA 42, causa transtornos nos membros da Câmara e no assessor para as Câmaras Setoriais e Temáticas, o Sr. Aguinaldo José de Lima, que afirma ter ficado surpreso com o teor “do documento”.

Como assim “ficou surpreso”?
Ah, entendi!
A Cartilha desenhada por Ziraldo a pedido do Ministério da Agricultura em prol do consumidor e dos alimentos orgânicos assustou aos que mais temem a conscientização e a saúde dos consumidores e produtores: os capitalistas, os que realmente lucram com a ignorância da população.

A publicidade é uma das melhores ferramentas contra a Nova Ordem Mundial.
Parabéns a campanha Transparência Brasil e aos Ministérios que tornam públicos seus atos e reuniões.

Vale dizer que a Monsanto pode não ter pedido diretamente que a mencionada cartilha não fosse distribuída, mas seus subordinados souberam agir e às escondidas conseguiram com que ela não fosse revelada.

Vamos continuar na luta para expor o que pretendem as empresas que munem de armas a Nova Ordem Mundial, para que no dia fatídico, possamos abate-las.

Obrigado pela informação amigos do Transgênicos Não!
Continuem na luta vocês também!

Ministério da Agricultura lança campanha "secreta" em prol dos Alimentos Orgânicos – Transgênicos Não!


O Ministério da Agricultura e o cartunista Ziraldo, famoso pelo seu trabalho com o Menino Maluquinho e seu perfil libertário, lançaram ocultamente a Cartilha O Olho do Consumidor, para lançar o selo em prol dos Alimentos Orgânicos e o Sistema Brasileiro de Avaliação de Conformidade Orgânica.

Porém, a maldita empresa que pretende patentear o mundo inteiro conhecida pelo nome de MONSANTO, aparentemente arrumou meios de impedir a distribuição da cartilha.

Então, façamos nós, viralmente, para acabar de vez com essa empresa desgraçada e melhorar a saúde do nosso povo.

Veja que no site do Ministério da Agricultura não há qualquer menção ao SISORG ou a própria cartilha. Não fala sobre este e-mail que estamos recebendo sobre a Monsanto ter entrado com pedido liminar para requerer que a Cartilha não fosse distribuída, por agredir diretamente os seus interesses.


Nenhum site de notícias relatou a questão da Cartilha, seu lançamento ou o pedido da Monsanto, mas estranhamente a cartilha existe e não foi distribuída ou mencionada.

Nossa equipe enviou um e-mail para o Ministério da Agricultura para obter mais informações.
Atualizaremos este post assim que recebermos a resposta.

O Selo da Campanha do Ministério da Agricultura em prol dos Alimentos Orgânicos segue abaixo, observemos se ele vai sumir ou aparecer de uma vez:

Campanha Mundo Saudável do Ministério da Agricultura

Mais informações em:

http://www.msnoticias.com.br/?p=ler&id=18691
http://www.yabasta.it/spip.php?article1013
http://www.guiadigital.info/index.php?not=1&pesq_not=1&mostra=8633

O que são Alimentos Transgênicos – Como identifica-los? Fazem mal?

Símbolo do Alimento Genéticamente Modificado (GMO) = TransgênicoVá até a sua dispensa, verifique a existência do símbolo ao lado em algum de seus alimentos.

Você sabe o que ele significa?
Alimento Transgênico, não é isso?

Apesar de estarem tentando esconder isso de nós, o Ministério da Saúde sabiamente aprovou o Decreto nº 4680/03 e a Portaria nº 2.658/2003 que determinaram a obrigatoriedade da rotulagem de produtos com mais de 1% de transgênicos em sua composição.

Porém, apesar da obrigatoriedade, ninguém que eu conheça sabe o que significa este símbolo, ou seja, colaram uma figurinha nos produtos e não disseram o que ele significa. Claro lobby da Monsanto…

Alimentos Transgênicos são todos os alimentos geneticamente modificados.
De acordo com a FDA, esses produtos não podem ser destinguidos dos demais pelo fato de serem “iguais” ao alimentos não transgênicos, mas vários estudos demonstram contradições nos relatórios da FDA.

Há mais informações sobre Alimentos Transgênicos no site transgenicosnao.blogspot.com

Se fazem mal, bem, deêm uma olhada em como a Monsanto agiu durante seus anos dourados e veja que ela sempre escondeu a verdade sobre diversos de seus produtos.
Os documentários que mencionamos aqui tem bastante informações referentes.

Monsanto é a maior empresa de biotecnologia do mundo (na marra), líder mundial em alimentos transgênicos, com 90% do mercado. Fabricante das marcas Roundup (herbicída líder a 30 anos), soja para roundup (soja roundup ready), aspartame (edulcorante substitúto do açúcar nos produtos diet), hormônio do crescimento (proibido no Canadá e na Europa), dentre outros produtos altamente tóxicos como o Agente Laranja (desfolhante utilizado na guerra do Vietnã), e PCB (conhecida no Brasil como Ascarel), uma substância extremamente tóxica, que foi proibida em 1971 nos EUA e 1981 no Brasil.

O Grupo Monsanto atua no Brasil por meio das seguintes empresas:
Monsanto do Brasil Ltda., Agroeste Sementes S.A., Monsoy Ltda., Monsanto Nordeste Indústria e Comércio de Produtos Químicos Ltda., Alkagro do Brasil Ltda., Stoneville Brasil Ltda., Agroeste Participações Ltda., MDM Sementes Algodão Ltda., D&M Brasil Algodão Ltda., D&PL Brasil Ltda., Sementes Selecionadas Ad Ltda. e WestSeeds Participações Ltda.

O maior mito utilizado para legimitar o mercado dos transgênicos é que “o aumento de produção dos alimentos resolveria a fome”. Não precisa ser nenhum economista pra saber que o problema da fome e da miséria não é a escassez de alimentos, mas a má distribuição de riqueza produzida. Ainda mais em um novo modelo onde você terá de pagar royalties e taxas paras poucas transnacionais que monopolizam o mercado.

Pesquisando sobre o assunto, encontrei dois documentários de tirar o fôlego, que já fazem parte de nossa lista de doumentários.

Sweet Misery - Aspartame
O primeiro foi Sweet Misery, sobre o aspartame, o qual aparentemente é a causa do aumento de doenças raras.

O segundo é O Mundo segundo a Monsanto, que demonstra claramente que estamos sendo engolidos pelo corporativismo selvagem, que transforma o ser humano em mais um obstáculo que precisa ser transposto.

Aos estudantes de direito, recomendo assistir ambos documentários, além de A Corporação, que também toca no assunto.

Cuidado, o seu alimento pode estar lhe causando donças.

Saiba mais em: http://www.algosobre.com.br/biologia/alimentos-trangenicos.html

http://busca.uol.com.br/buscar.html?q=alimento+transgenico

http://transgenicosnao.blogspot.com/

Conheça a lista de produtos transgênicos elaborada pelo Greenpeace em http://www.greenpeace.org.br/transgenicos/pdf/guia_consumidor_4.pdf

Em tempo, como esses desgraçados são aliados no plano contra a população mundial, e pretendem sujar os gênes das espécies naturais, já criaram (não estes) um banco de dados vegetal com mais de 4milhões de sementes, o que chamamos alienadamente de Arca de Noé Vegetal, a qual será assunto por aqui mais futuramente.