Mas são os seres humanos coletivamente, não um pequeno número de elites trabalhando em segredo, que podem decidir em que tipo de mundo queremos viver. Promover a capacidade humana de raciocinar e tomar decisões: esse é o propósito de delator, de ativismo, de jornalismo político. E é isso que está acontecendo agora, graças às revelações trazidas por Edward Snowden.

‘Terrorismo’: a palavra que não significa nada, mas justifica tudo.