Esta merda tem que acabar – Jacque Fresco – Zeitgeist

Posted by

Jacque Fresco é um autodidata projetista industrial, engenheiro social, escritor, professor, futurologista, inventor que trabalhou numa grande variedade de áreas desde inovações bio-médicas a sistemas sociais totalmente integrados. Wikipédia

A economia baseada no lucro gera escassez, pobreza, crime, corrupção e guerraJacques Fresco

Transcrição da Legenda

“Quando eu era jovem, crescendo na cidade de Nova Iorque, recusei-me a jurar lealdade à bandeira.
Obviamente, fui mandado para a sala do diretor.
E ele me perguntou: Por que não quer fazer o juramento? Todos fazem.
Respondi que as pessoas já acreditaram que a Terra era plana, mas que isso não a tornava plana.
Expliquei que os EUA deviam tudo o que tinham a outras culturas e nações e que eu preferia jurar lealdade à Terra e a todos os seus habitantes.
Nem preciso dizer que não demorou para que eu saísse de vez da escola.
Montei um laboratório em meu quarto.
Lá comecei a aprender sobre ciência e sobre a natureza.
Percebi então que o universo é regido por leis e que os seres humanos, e a sociedade em si, não estão isentos dessas leis.
Depois, veio a crise de 1929, que iniciou o que hoje chamamos de a Grande Depressão.
Eu achava difícil entender por que milhões estavam desempregados, sem teto, passando fome, enquanto todas as fábricas estavam lá paradas; os recursos continuavam os mesmos.
Foi então que percebi que as regras do jogo econômico eram inerentemente inválidas.
Logo depois, veio a Segunda Guerra Mundial, em que várias nações revezavam-se, sistematicamente destruindo umas às outras.
Mais tarde, calculei que toda a destruição e recursos desperdiçados naquela guerra poderiam ter facilmente satisfeito todas as necessidades da humanidade.
Desde então, tenho observado a humanidade preparar a sua própria extinção.
Vi os preciosos e finitos recursos serem continuamente desperdiçados e destruídos em nome do lucro e do livre mercado.
Vi os valores sociais serem reduzidos a uma artificialidade baixa de materialismo e consumo irracional.
E vi o poder monetário controlar a estrutura política de sociedades supostamente livres.
Tenho hoje 99 anos e receio que minha postura seja a mesma de 75 anos atrás.
Essa merda tem que acabar.” – Jacque Fresco